Filhote não vacinado pode ter contato com outro cachorro?

Uma dúvida constante em tutores de primeira viagem é se o filhote não vacinado pode ter contato com outro cachorro, afinal, ele ainda não está protegido. E é normal se preocupar, visto que a saúde do seu novo amigo deve vir sempre em primeiro lugar. Além disso, durante os primeiros meses de vida a imunidade do pet ainda está muito baixa.

Vem com a gente aprender mais sobre cuidados pet, quando o filhote pode sair na rua e dicas para uma socialização segura.



Afinal, filhote não vacinado pode ter contato com outro cachorro?

A vacinação é a principal prevenção contra doenças graves, e, que, mesmo com tratamento, não têm cura, por exemplo, a parvovirose e a cinomose. É por isso que todo tutor de cão precisa manter as vacinas em dia e também investir em proteção contra outros parasitas, como carrapatos e pulgas.

A boa notícia é que, quando feito de forma segura, o encontro com outros cachorros em um ambiente controlado não tem grandes problemas.


Por que filhote não pode ter contato com outro cachorro?

O principal motivo é o fato de o pet ainda não ter imunidade suficiente para entrar em contato com outros animais, assim como transitar por ambientes externos, entre eles, a rua e os parques. Sendo assim, ao contrair um verme, vírus ou bactéria, as chances de um quadro grave são imensas. Em resumo, você não precisa colocar a vida do seu cachorro em risco.

Além disso, vale lembrar que entre as doenças estão as zoonoses, ou seja, aquelas transmissíveis para seres humanos.


E quando cachorro filhote pode passear?

A recomendação de quando o filhote pode sair na rua é esperar ao menos um mês após completar a vacinação para, assim o tutor não precisa se preocupar. O cronograma de vacinas inclui três administrações da V8 ou V10, que atuam contra parvovirose, parainfluenza, coronavírus e leptospirose. A versão V10 ainda protege das cepas Grippotyphosa e Pomona.

Além dela, o cão deve tomar a dose única da vacina antirrábica e o tutor deve considerar as vacinas complementares, sendo elas a contra giárdia e tosse dos canis.

Por fim, pensando com quantos meses o filhote pode sair na rua, se o tutor seguir o cronograma de vacinação da forma certa, o pet poderá sair quando alcançar cinco meses de vida.


Dose de reforço anual

E as preocupações de quando o cachorro filhote pode passear não acabam depois das primeiras vacinas. Isso porque o tutor precisa se programar para as doses de reforço da cada prevenção, que acontecem anualmente. Só assim o pet se mantém protegido.


Meu cachorro não tomou nenhuma vacina, e agora?

É fundamental que você vacine o seu cão. Inclusive, a vacinação contra raiva é lei. A administração de vacinas é uma atitude de cuidado com o seu melhor amigo e também com você e seus familiares. É importante lembrar que várias doenças são transmissíveis para seres humanos.

Se o animal não tomar as vacinas recomendadas pelo veterinário, além de colocar a saúde de outros cães em risco, ao ficar doente, as consequências podem ser graves.


Posso adiantar a vacina do meu cachorro?

Sim, caso aconteça algum imprevisto ou você não consiga levá-lo para tomar a vacina na data da carteirinha de vacinação, tudo bem adiantar. Se o seu cão possui particularidades, é sempre bacana consultar um médico-veterinário para não ter preocupações.


E se eu atrasar?

Assim como para nós, humanos, as vacinas têm uma data de validade. Por isso, a partir do momento em que você atrasa uma dose, dependendo do número de dias, o seu cachorro fica desprotegido. Em alguns casos, se é uma dose de reforço, pode ser necessário tomar a vacinação completa novamente.

Sendo assim, um cachorro filhote pode sair na rua com tranquilidade apenas com o aval de um médico-veterinário e com a carteirinha em dia.


Um filhote não vacinado pode ter contato com outro cachorro da casa?

Sim, a socialização é importante logo nos primeiros meses de vida do animal, por isso é bom saber quando o filhote de cachorro pode sair na rua. Se a vacinação do recém-chegado ainda não está completa, saiba que o filhote não vacinado pode ter contato com outro cachorro vacinado com os devidos cuidados.


É fundamental que outros meios de prevenção a doenças estejam em dia para todos os cães. Isso quer dizer que o tutor deve prestar atenção às doses de vermífugo e a proteção antipulgas e carrapatos. Em conjunto, os cães mais velhos devem estar com as doses em dia de todas as vacinas.


Agora que você sabe depois de quanto tempo o filhote pode passear na rua e as principais informações sobre vacinação, se programe! Faz parte das obrigações de um tutor de pet cuidar da saúde do seu amigo.


Posts Relacionados

Ver tudo