Fim de Ano chegando? Menos fogos, mais festa!

Sem sofrimento para os pets! Muitos de nossos pets podem se machucar, ou até mesmo vir a óbito, portanto, para o máximo de conforto do seu melhor amigo se liga nessas ideias e entenda:



1. Audição Super sensibilidade auditiva - Para cada explosão, um estresse. Isso acontece porque o pet muitas vezes se assusta com barulho, que para ele é, na média, 4 vezes mais alto, quando comparado ao ouvido humano. Traumas também podem reforçar o comportamento de procurar abrigo nesses momentos. Para amenizar esse medo, desde filhote, você pode dessensibilizar o pet com técnicas de como apresentar esses barulhos de forma mais cautelosa e procurar mostrar uma “normalidade” de condução, a fim de, moldar o comportamento futuro deles. 2. Visão Clarão, não. - Lugares com pouca entrada de luz são bons locais para prevenir os clarões dos fogos que também podem intensificar o medo, pois a visão canina, principalmente, possui 10 vezes mais sensibilidade que a humana e, consequentemente, possuem maior sensibilidade à luz. Mas não se engane, nossos pets também não enxergam no escuro total. Eles precisam de pelo menos um feixe de luz, para se ambientarem melhor! 3. Premiar apenas quando estiver calmo? Se o pet NÃO demonstrar medo, procure dar mais atenção. - Sim, a ideia aqui é reforçar o comportamento positivo, ou seja, se com barulhos ele fica com medo e se estressa, nada de fazer carinho ou dar petiscos, pois ele irá associar que aquele comportamento seria o ideal. Promova barulhos mais amenos para ir treinando o pet e faça “festa” brincando com ele sempre que ele estiver tranquilo, assim ele vai entender que é “normal”, e melhor, aqueles momentos. 4. Medicamentos. - Essa ação pode comprometer a saúde do seu animalzinho e, além de prejudicá-lo, você pode aumentar o estresse do pet. Ao invés de entrar com medicamentos, proporcione uma vida mais leve para você e para seu pet. Considere uma alimentação saudável com alimentos naturais da Papapets, e procure também manter seu animalzinho sempre ativo e sadio. Com certeza, você poderá evitar os remédios de maneira muito mais fácil. 5. Prevenção Antes das festas de fim de ano, programe-se. - Que tal dar aquela pesquisada sobre barulho de fogos no Youtube e ir treinando o pet? Alguns produtos como florais podem ajudar, tranquilizando o pet (sempre confira antes com o seu veterinário), e também procure não deixar o pet sozinho neste período festivo (caso ele tenha medo dos fogos). 6. Procurando abrigo Cuidado com itens que possam machucar o pet - É normal o pet procurar abrigo no momento dos fogos, ou escapar. Atente-se quanto a escadas, quinas e balcões dos ambientes. Se for um apartamento MUITO cuidado com janelas, com ou sem proteção. A tendência, em prol do susto, é o bichinho tentar sair daquele local de qualquer jeito, e nessa hora ele pode se machucar feio. E no caso de acontecer algo com o pet, procure o veterinário na hora. 7. Ocupe seu pet Tire o foco do barulho e consuma bastante energia.

– No dia dos eventos de fim de ano, passear, ofertar brinquedos e petiscos ANTES das festas e ao longo do dia. Isso vai preparar o amigão para não se estressar facilmente nos “piores” momentos para eles, além disso, os exercícios ao longo do dia são excelentes para gastarem a energia deles e, assim, eles dormirem mais cedo e mais cansadinhos. 8. Não dê bronca, hein. Vá com calma. - Punir o pet se ele quebrar um vaso, pular na mesa da ceia (seria uma cena pra foto vai rsrs), morder o pé da cama, fazer o famoso “xixi” no sofá, NÃO ADIANTA. Da mesma forma que não se deve agradar o pet nesses momentos de estresse, opte por nem mesmo aumentar a voz quando falar com o pet, pois ele tende a seguir a mesma tranquilidade e confiança que o dono transmitir. 9. Muitos pets ajudam em uma melhor socialização animal! A festa também é deles. - Deixe que alguns amigos levem seus pets também. O ideal é que tenha mais pets que não liguem para os fogos, pois o comportamento de um pode reforçar o comportamento dos outros. Mas a socialização entre os bichinhos, com frequência, ajuda a diminuir o estresse em todos os casos. Fique atento aos bichinhos, se eles começarem a ficar muito agitados, separe por um breve momento e tente reaproximá-los aos poucos. 10. Eles merecem esse cuidado. Educar sempre é melhor caminho. - Todo ano é a mesma coisa, portanto, começar a treinar o pet agora é garantia de uma vida saudável e feliz. Acredite.

Posts Relacionados

Ver tudo