top of page

Agosto verde: saiba como proteger seu cachorro contra a Leishmaniose

O Agosto Verde é o mês que reforça a importância dos cuidados contra a Leishmaniose. Popularmente conhecida como calazar, essa doença é uma das principais causas para eutanásia de cães em todo o país.



O Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), está entre os seis países que mais apresentam casos relacionados à Leishmaniose canina. Dos 27 Estados brasileiros, contando com Distrito Federal, 25 apresentam registros de pessoas infectadas.


Para contextualizar, 90% dos registros de Calazar na América Latina ocorriam em território brasileiro, sendo considerada uma condição endêmica. Que além de acometer a saúde dos animais, também representa um perigo para os seres humanos.


Para ilustrar melhor sobre a importância do Agosto Verde, elaboramos um conteúdo para explicar tudo sobre a campanha e a doença.


Agosto verde: por que a campanha é importante?

Ainda que pouco comentada, a Leishmaniose ainda é um problema sério no país. A campanha no mês de agosto é justamente pensada para abordar de forma consciente essa doença infecciosa crônica causada pelo parasita Leishmania, transmitida pela picada de um mosquito. Se não for tratada, pode ser fatal em até 95% dos casos.


Esses dados só reforçam o quão fundamental é o diagnóstico precoce e ações preventivas, a fim de diminuir a mortalidade causada pela doença e a Leishmaniose em humanos. Até pouco tempo, os animais diagnosticados com essa enfermidade eram uma das piores notícias que os tutores poderiam receber, pois trata-se de uma grave zoonose e a recomendação era que fossem eutanasiados.


No Norte e Nordeste, interior de São Paulo e Mato Grosso do Sul, são as regiões que mais apresentam casos relacionados à picada do Lutzomyia longipalpis, conhecido popularmente como Mosquito-palha. São essas ações de conscientização que fazem a campanha do Agosto Verde tão importante, fomentar os cuidados e ações preventivas, que são os nossos próximos assuntos.


Cachorro infectado: quais os tratamentos para Leishmaniose?

Diferentemente de tempos atrás, hoje o cachorro pode e deve ser tratado. A Leishmaniose não tem cura, mas tem tratamento.


Vale destacar: a prevenção ainda é o melhor método de controle da doença. O risco do pet ser acometido por essa condição está relacionado ao estilo de vida do cão, por exemplo, os animais que vivem em áreas externas são mais predispostos a serem picados do que os que vivem em áreas internas.


O tratamento é complexo e, em alguns casos, pode ocasionar a reincidência dos seus sintomas e efeitos, isso acontece porque o tráfego intracelular do parasita e seu metabolismo o protegem dos medicamentos e sistema imunológico do cachorro.


Porém, o tratamento é aplicado para eliminar um grande número de parasitas, o que é fundamental para o controle da doença e de seus sintomas. Então, para que os cães diagnosticados que não sejam submetidos à eutanásia, alguns medicamentos segmentados são indicado para auxiliar no tratamento da Leishmaniose.


Assim como o uso de qualquer medicamento, deve ser monitorado pelo veterinário para avaliar a necessidade, administração e o ciclo de tratamento.


Qual é a prevenção para Leishmaniose?

Existem algumas ações preventivas que podem ser feitas para proteger pets e pessoas da doença. Nesse sentido, é muito importante a conscientização das pessoas, até para entender o que pode ser feito nos ambientes e lugares que o seu amigo convive.


A cooperação para manter os cães sempre protegidos pode ser aplicada com o uso de coleiras, higiene dos ambientes e antipulgas contra a doença. Veja algumas dicas valiosas de prevenção:

  • Limpar e higienizar frequentemente os ambientes que o seu pet vive;

  • Não acumular lixo em casa e evitar jogá-los em terrenos baldios;

  • Uso de produtos tópicos com ação repelente a insetos;

  • Cuidados sanitários;

  • Instalar telas mosqueteiras nas janelas de casa.

Essas são algumas ações preventivas muito importantes. Uma dica especial falando de cuidados é o uso de coleira, que são, inclusive, aconselhadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).


Agora você sabe porque a campanha do Agosto Verde é muito importante para animais e humanos. Lembre-se que o melhor tratamento é a prevenção. Então, fique atento às medidas preventivas e proteja você e seu pet desse risco.

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page